Qual a melhor dieta para emagrecer?

Conheça a “dieta” que fará você emagrecer de verdade e para sempre.

Primeiramente, a nutrição não é uma ciência exata, é biologia. Significa que cada pessoa responde diferentemente a alimentos e “dietas” em função do seu metabolismo, cada organismo funciona de uma maneira.

Um plano alimentar (dieta) que funcionou muito bem para fulana, pode não ser nada boa para você.

É uma enorme besteira ficarmos com essas imagens de sucesso de pessoas que perderam peso de forma tão fácil, com dietas restritivas e loucas.

É importante entender que, seguir uma dieta muito radical, muito restrita, pode ajudar você a perder peso rapidamente naquele primeiro período sim, mas isso não passa de uma ilusão, pois esse tipo de dieta é difícil de manter, fazendo com que você caia em compulsão alimentar após certo período, tenha dias péssimos ou simplesmente volte a rotina de antes e ganha os quilos perdidos novamente.

Pensa nessa situação:

Você faz uma dieta e emagrece, mas depois de certo tempo não consegue manter a mesma disciplina e então ganha os quilos que havia perdido, e as vezes ganha até mais.

Depois você se planeja e volta a fazer a mesma dieta que funcionou antes, mas dessa vez ela não teve os mesmos resultados, não é?

Isso acontece porque nosso corpo tem memória e ele não vai permitir que você perca peso igualmente, afinal, ele entende isso como perigo, é um mecanismo de defesa.

Por isso as tentativas para emagrecer vão ficando cada vez mais difíceis, e nessas tentativas o corpo pode até engordar mais do que antes, ele pode entrar em estado de armazenamento de gordura caso se sinta em perigo.

E ai, quando não se tem os resultados esperados vem aquela sensação de fracasso, baixa auto estima, culpa, e tudo isso porque existe muita informação que é fácil emagrecer rapidamente, então por que eu não consigo?!

A melhor maneira de emagrecer de verdade, constantemente, é primeiramente fazendo as pazes com os alimentos. A autora Sophie do livro O peso das dietas da 3 dicas (que eu concordo muito) para emagrecer:

  1. Diga não as dietas
  2. Coma comida de verdade
  3. Cozinhe

Tudo é uma questão de hábito, se você seguir esses 3 passos, mega simples, verá diferença em seu corpo rapidamente e de forma constante. Então melhore seus hábitos aos poucos, se planeje para isso que não tem erro.

Só dando mais uma ênfase: Dietas restritivas estressam seu corpo e sua mente. Não faça isso com você!

A importâncias das gorduras boas

GORDURAS BOAS: SAIBA A IMPORTÂNCIA DESSES NUTRIENTES E POR QUE ELES DEVEM FAZER PARTE DO NOSSO DIA A DIA

 

 

 

 

 

 

 

 

Por muitos anos a gordura era inimiga do emagrecimento. Quando se falava em dieta, logo já vinha o corte de gorduras no dia a dia não é mesmo?!

Hoje em dia já existem dietas que pregam o consumo de gorduras, como a dieta cetogênica, a dieta low carb, por exemplo, e usam a gordura como fonte de energia, ao invés do carboidrato.

Mas, vamos deixar claro que estamos falando de gorduras boas, aquelas que a mãe natureza criou, como: oleaginosas, abacate, óleo de coco, azeite de oliva, manteiga e etc. Claro que a batata frita, hambúrgueres, pizza, contribuem sim para o aumento de peso e podem prejudicar sua saúde, pois são alimentos pobres em densidade nutricional.

Mas falando de gorduras boas, há estudos que apontam que na prática, quando consumidos de forma correta e com moderação, esses nutrientes melhoram o metabolismo além de previr algumas doenças.

Melhores gorduras:

Ácidos graxos são substâncias orgânicas de origem vegetal ou animal.  São classificados como monoinsaturados, poli-insaturados e saturados.

Os ácidos graxos poli-insaturados (principais fontes de ômega 3) podem ser encontrados, principalmente, em óleo de peixes, peixes de água profunda e fria como salmão, marisco, truta, sardinha, cavalinha, bacalhau e arenque.  Também encontramos como fonte vegetal nas nozes, na semente de linhaça e óleo de linhaça.

Já o ômega 6 encontramos em óleos vegetais como de girassol, de milho, de canola, de soja e de peixes. Também encontramos na amêndoa, castanha, semente de abóbora, carnes vermelhas e de aves.

Os ácidos graxos trás muitos benefícios, segue alguns exemplos: Ajuda na coagulação do sangue; Protege o coração e as artérias; Fortalece o sistema imunológico; Atua como tratamento para a pele; Ajuda no tratamento para a depressão; Auxilia nas doenças inflamatórias; Diminui o aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão, colesterol ruim, triglicerídeos; Diminui o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas; Ajuda no tratamento e prevenção de certos tipos de câncer.

Ômega 9

O ômega 9 é um acido graxo monoinsaturado que pode ser produzido pelo organismo. Encontrados no azeite de oliva, azeitona, oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas), no abacate, óleo de coco, óleo de avelã e óleo de gergelim.

O Ômega 9 possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidante, protege o sistema cardiovascular, ajuda na redução do colesterol e da aterosclerose, melhora as funções imunológicas e ajuda a proteger certos tipos de câncer.

GORDURA NA DIETA?

O corpo precisa de três macronutrientes para energia: carboidratos (possui 4 kcal/g), proteínas ( possui 4 kcal/g) e gorduras (possui 9 kcal/g). O corpo requer energia para manter o metabolismo funcionando adequadamente, e um estudo de 2007, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, descobriu que o consumo de ácidos graxos pode impulsionar a saúde metabólica.

Se a pessoa não está devidamente nutrida, com uma dieta equilibrada em nutrientes, ele possívelmtene terá um desequilíbrio hormonal e assim debilitar suas saúde. Desa forma, tbm será prejudicado se tiver objetivo de perda de peso, ou pior, o corpo pode acabar usando os músculos como principal fonte de energia, ao invés da gordura. Para evitar que isso ocorra é preciso balancear o cardápio e incluir esses nutrientes que podem ser grandes aliados da saúde. Confira os principais benefícios e os melhores alimentos para fazer o aporte:

Acelera o metabolismo: As adipocinas são hormônios liberados especificamente de suas células de gordura, verdadeiro queimador de gordura que trabalha para aumentar seu metabolismo e aumentar a taxa em que as gorduras são quebradas, reduzindo seu apetite. Dietas com baixo teor de gordura levam a níveis mais baixos de adiponectina.

Ação antioxidante: A vitamina E, presente nos ácidos graxos, é um nutriente conhecido por sua ação antioxidante. Ela é capaz de combater processos inflamatórios causados pelos radicais livres, substâncias que provocam danos às células saudáveis do corpo. Tal propriedade também auxilia contra o envelhecimento precoce, promovendo a manutenção da elasticidade da pele e a preservação do vigor do organismo.

Maior controle do apetite: A gordura trás um ótima sensação saciante. Porque retarda o esvaziamento gástrico, as gorduras exigem um esforço maior  do organismo em sua digestão, o que prolonga a sensação de saciedade. Seu consumo moderado estimula a liberação da leptina, hormônio da saciedade. Além disso, o ômega 9 ajuda a diminuir a liberação de cortisol, hormônio do stress que está associado ao aumento da fome.

Facilita o aporte de nutrientes: Uma dieta moderada em gorduras boas é altamente benéfica ao estado nutricional, pois, determinados nutrientes, especialmente as vitaminas lipossolúveis: A, D E, e K, são solúveis apenas em gordura, ou seja, para que o organismo seja capaz de absorvê-las é preciso que o aporte de lipídeos através da alimentação esteja em dia.

Consuma com moderação:

Agora sabemos que a gordura tras inúmeros benefícios a saúde e também ao físico, mas é importante termos um certo controle do quanto estamos consumindo para não ultrapassarmos as doses diárias, afinal, gorduras são altamente calóricas. É sempre bom lembrar que cada corpo é diferente, e que as características metabólicas de cada pessoa necessitam de abordagens e dietas também diferentes. Por isso, sempre que for mudar o seu plano alimentar, só o faça com acompanhamento um especialista, pois cada pessoa tem uma necessidade nutricional especifica e a dieta deve se adequar a essas necessidades.

É preciso pensar na dieta como um todo e adotar um cardápio equilibrado em nutrientes para o melhor funcionamento do seu corpo.

Meu objetivo é trazer informações para que possa compreender cada abordagem, e assim, junto de profissionais, consiga escolher aquela dieta que melhor se adapte ao seu estilo de vida.

Quer mudar o seu corpo e sua alimentação e não sabe por onde começar?

Então vamos falar sobre: Como começar um novo estilo de vida?

Acredito que TODO MUNDO queira mudar para melhor, não é verdade?! Mas as vezes não sabemos o que fazer para dar o ponta pé inicial. No geral as pessoas querem melhorar seus hábitos, querem ter um corpo mais bonito e saudável, mas acaba sempre deixando para depois.

O maior erro das pessoas é focar no resultado, quando a parte mais importante é o processo.

Ou seja, para aquelas que querem emagrecer, por exemplo, focar apenas na perda de tantos quilos está errado, é importante prestar atenção no que você vai fazer para alcançar essa meta, como fazer algumas trocas saudáveis de comida, incluir uma rotina de atividade física e etc. Se você curtir esse processo, você vai continuá-lo e então alcançará os resultados de uma vez por todas.

Primeiramente você precisa entender que não há melhor momento para começar, não existe o “momento perfeito”, não deixe para começar uma reeducação alimentar na segunda-feira, ou depois do feriado, ou sei lá quando.

As vezes nos programamos tanto para começar algo que ele acaba não acontecendo, além disso, o corpo não sabe que dia da semana é, não faz diferença para ele o dia em que você começa um novo estilo de vida, então faça isso agora, OK?!

Se você quer melhorar sua vida, e está disposto a algumas mudanças de hábito, borá começar já!!!

Antes de ler as dicas, primeiramente reflita o que você realmente quer, por exemplo: Melhorar sua saúde, sua disposição ou apenas melhorar o físico? Vai seguir por um tempo ou mudará seu estilo de vida? Está disposto a mudanças de hábitos?

É importante pensar sobre isso, pois o segredo está na constância (palavrinha linda), é necessário a mudança de hábitos e sempre pensando a longo prazo. Mas calma, pode ir aos poucos, com pequenas mudanças diárias.

Vamos às dicas:

1. Não siga dietas milagrosas da internet

Há tanta informação solta por ai, e tanta informação ruim. Se pensar bem, pessoas que fazem dietas malucas estão sempre fazendo dieta não é? Dietas radicais ou restrição calórica pode prejudicar você em um processo de emagrecimento, por exemplo. Não faz bem para o corpo e para a mente.

2. Priorize comida de verdade 

Seja qual for o seu objetivo, essa é a melhor coisa que você pode fazer em sua vida. Comer comida de verdade, alimentos in natura ajudará seu metabolismo e seu sistema imunológico.

3. Se planeje

Crie uma rotina para alimentação, pega o domingo, por exemplo, e planeja qual será o cardápio da semana. Não deixe faltar comida em cima da hora porque, na hora da fome, é possível que você compre algo rápido e que não será legal para você, como salgado, pizza, lanche. Estabeleça horários para as refeições.

4. Organize-se

Visualize sua rotina, pense nos alimentos e marmitas que terá que preparar. Facilita escrevendo em um caderno.

5. Faça exercícios físicos

Atividade física libera hormônios como endorfina e dopamina, são responsáveis por proporcionar bem estar, relaxamento, felicidade, ou seja, só o fato de fazer atividades físicas regulares já te deixará uma pessoa mais feliz.

Procure por algo que te faz bem, que seja prazeroso, como: dança, caminhar no parque, lutas e etc.

6. Procure bons profissionais

Pois eles montarão seu plano alimentar e treino de acordo com seu objetivo. Caso não possa procurar por um profissional no momento, apenas siga as demais dicas e deixe essa para quando tiver oportunidade.

 

Toda mudança exige um esforço coloque sua saúde como prioridade na sua vida. Suas prioridades definem sua vida.

 

O que é comida de verdade e quais são seus benefícios?

“Comida de verdade” são os alimentos provenientes da natureza, in natura., que podem ser encontrados na feira, ou na Parte de produtos frescos no supermercado, por exemplo.

Comida de verdade inclui: ovos, carne, castanhas, óleos naturais, verduras e etc.

Alimentos de origem animal e vegetal, inteiros, e não-processados são repletos de vitaminas e minerais que são ótimos para a saúde. São alimentos com densidade nutricional e isso é muito importante saber.

Os outros alimentos são aqueles criados pela indústria, são alimentos processados, pois passam por inúmeros processos industriais e recebem aditivos químicos até chegarem a nossa mesa: exemplos: óleos vegetais, farináceos, açucares refinados, entre milhares de opções.

Embora os alimentos processados sejam convenientes e práticos, eles tem alguns fatores negativos, pois: são repletos de calorias, são pobres em micronutrientes, aumentam o risco de muitas doenças, e podem diminuir a taxa de emagrecimento de diversas maneiras.

Uma alimentação muito rica em alimentos processados pode ter um efeito maior no ganho de peso, independentemente das calorias ingeridas, além de ser um fator de risco de obesidade.

Nas últimas décadas, houve um aumento na quantidade de casos de obesidade, câncer, entre outras doenças, sem nenhum precedente na história. E não é nenhuma coincidência que isso tenha ocorrido aproximadamente ao mesmo tempo que comidas altamente processadas se tornaram mais disponíveis.

Com o passar dos anos perdemos a conexão com os alimentos de verdade, a rotina corrida do nosso dia a dia faz com que busquemos praticidade em todas áreas de nossas vidas. E com isso fomos trocando alimentos de verdade por industrializados.

Além disso, temos o forte marketing da indústria que lança produtos atrativos de acordo com a demanda da sociedade, por exemplo, os famosos produtos ligths, ou Zero adição de açúcar, ou 0% gordura. Porém grande parte desses produtos não são saudáveis mesmo contendo esses rótulos. E daí vem a importância de aprender a ler os ingredientes da embalagem, a grosso modo, quanto mais nomes estranhos tiver, mais longe está de ser um produto saudável.

Independente do seu objetivo, se alimentar corretamente será benéfico. Comer mais comida de verdade e menos industrializados vai regularizar nosso metabolismo e nosso sistema hormonal.

Nosso corpo não foi feito para lidar com industrializados, não trabalhamos direito com isso e daí vem todos os problemas que estamos enfrentando na saúde.

Uma alimentação com comida de verdade vai te ajudar a perder peso e manter todos os benefícios a longo prazo.

Então resumindo: Muito mais importante do que focar na quantidade do que comemos, devemos prestar atenção na qualidade do que comemos.

Coloque sua saúde como prioridade em sua vida. Se alimentar melhor te proporcionará sua melhor versão.

Trate seu corpo com carinho, pois é nele que você viverá a sua vida inteira.